Alfabetização e a deficiência mental
Literacy and mental retardation

Sahda Marta Ide

RESUMO: O artigo trata da alfabetização de Deficientes Mentais estruturada no marco de uma teoria construtivista-interacionista do processo alfabetizador, bem como numa concepção critica e emancipatória da escola. Seu contexto deve ser compreendido como uma obra aberta, ou seja, um trajeto educacional sob diretrizes teoricamente fundamentadas, construindo-se juntamente com o caminhar do professor. Dessa forma, o professor teve como organizador básico a resposta que as crianças construíam, com relação ao que a escrita representa e qual a estrutura do modo de representação da mesma. Assim sendo, as respostas a essas questões foram feitas, sempre, por meio de práticas cotidianas de ler e escrever.

Fim do Texto

Clique aqui para voltar para a página anterior