INTERLOCUÇÃO ENTRE PAIS E PROFISSIONAIS DA ÁREA DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E SUAS CONCEPÇÕES SOBRE A DEFICIÊNCIA MENTAL

DIALOGUE BETWEEN PARENTS AND PROFESSIONALS IN THE AREA OF SPECIAL EDUCATION AND THEIR CONCEPTIONS OF MENTAL DEFICIENCY

Evani Andreatta Amaral CAMARGO; Ana Maria TOREZAN

RESUMO: neste artigo pretende-se analisar aspectos do relacionamento entre pais de alunos especiais e profissionais da área, bem como algumas concepções que eles apresentam sobre a deficiência mental. Questões relativas à relação profissional-pais direcionaram nosso interesse para a análise do processo de interlocução que ocorre entre eles e nos levaram a indagar se em tal processo podem ocorrer ressignificações sobre concepções a respeito da deficiência, já que estas são construídas ao longo de experiências sociais. Debruçar-se sobre o processo de interlocução entre tais sujeitos não poderia ocorrer sem que buscássemos fundamentos em teorias sobre a linguagem e seu funcionamento. Consoante com a perspectiva teórica adotada, decidiu-se por uma abordagem de investigação qualitativa e por construir os dados a partir de interlocuções entre pais e profissionais, registrados em gravações magnéticas durante um trabalho de discussão em grupo, que ocorreu pelo período de um ano, com famílias de alunos de uma instituição especial. Pudemos verificar nas discussões apresentadas algumas concepções sobre a deficiência mental, envolvendo predominantemente: ambivalência dos pais quanto às possibilidades de independência e autonomia dos filhos, baixa expectativa quanto à competência para o trabalho, crença na imaturidade do sujeito com deficiência mental para o desempenho do papel sexual, insegurança sobre como agir frente aos sentimentos dos filhos ao serem discriminados socialmente. Verificou-se que as trocas que ocorrem na prática discursiva de reuniões permite que sujeitos, no caso pais e profissionais, possam elaborar e, dessa forma, enfrentar e transformar suas concepções, crenças e preconceitos a respeito da deficiência mental.

Fim do Texto

Clique aqui para voltar para a página anterior