RELATO DA VIDA ESCOLAR DE PESSOAS COM O TRANSTORNO OBSESSIVO-COMPULSIVO E ALTAS HABILIDADES: A NECESSIDADE DE PROGRAMAS DE ENRIQUECIMENTO

SCHOOL LIFE OF PEOPLE WHO HAVE OBSESSIVE-COMPULSIVE DISORDER AND HIGH HABILITIES: THE NEED OF ENRICHMENT PROGRAMS

Maria Claudia Dutra Lopes BARBOSA; Luci Gelabert SIMONETTI; Mary RANGEL

RESUMO: este artigo tem por objetivo discutir a oferta de atividades escolares de apoio a estudantes com sintomas ou transtorno obsessivo-compulsivo e altas habilidades/superdotação/talentos, através de atividades psico-educacionais denominadas programas de enriquecimento. Para se identificar o comportamento relativo às altas habilidades nos sujeitos, foram utilizados os testes psicológicos Matrizes Progressivas de Raven -Escala Geral, e Minhas Mãos (MM), além do coeficiente de rendimento escolar dos sujeitos, bem como os relatos dos mesmos, colhidos por meio de questionário baseado no Modelo Triádico de Renzulli e Mönks. Quanto aos comportamentos dos sujeitos relacionados ao transtorno obsessivo-compulsivo diagnosticado por psiquiatra, foram utilizados a Escala de Sintomas Obsessivo-Compulsivos de Yale-Brown (YBOCS) e um questionário baseado em Cordioli, para a identificação dos sintomas obsessivo-compulsivos apresentados pelos sujeitos. Os resultados da pesquisa, além de (1) reforçarem a pertinência da proposta de utilização de programas de enriquecimento para estudantes com altas habilidades, (2) evidenciaram a desinformação de alguns educadores acerca das manifestações e sintomas do transtorno obsessivo-compulsivo, e (3) indicaram que as altas habilidades não são percebidas por muitos educadores como uma necessidade especial que deve ser reconhecida e oportunizada. O método de pesquisa estudo de caso foi aplicado a 9 sujeitos os quais apresentam altas habilidades/superdotação/talentos e transtorno obsessivo-compulsivo.

PALAVRAS-CHAVE transtorno obsessivo-compulsivo; sintomas; altas habilidades; programas de enriquecimento.

Fim do Texto

 

Clique aqui para voltar para a página anterior