PRODUÇÃO CIENTÍFICA DOS ALUNOS EGRESSOS DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA

SCIENTIFIC PRODUCTION OF STUDENTS WHO COMPLETED THE SPECIALIST DEGREE COURSE IN THE STATE UNIVERSITY OF LONDRINA

 Maria Cristina MARQUEZINE[1]

Viviane Maroneis TRAMONTINA[2]

RESUMO: Na década de 80, foi criado um curso de pós-graduação lato sensu, especialização em Educação Especial-Deficiência Mental na Universidade Estadual de Londrina-Pr, como uma alternativa para formação de professores de Educação Especial. Diante da necessidade de reformular o currículo do Curso, com base em fundamentos parâmetros científicos, percebeu-se que a avaliação da produção científica desenvolvida pelo corpo discente deveria ser uma das etapas do processo de reformulação. Por ter o Curso como um dos objetivos a formação do professor-pesquisador, foi estabelecido que o estudo deveria analisar a produção científica (monografias) e a sua administração (tema, formação do orientando, consonância com a proposta do curso, correlação na trajetória profissional do aluno ou mudança no desempenho de tarefas) tendo em vista os objetivos da pesquisa. A fonte de dados analisada foi a das monografias, referentes aos períodos de 1987 a 2002, elaborados pelos 143 alunos egressos do Curso. O instrumento utilizado para a coleta de dados foi uma ficha de registro que abordava dados de identificação da monografia, orientador, objetivo, temática, população-alvo, local de realização da monografia, tipo de pesquisa, tipo de referência bibliográfica utilizada na pesquisa e a data de publicação da obra utilizada. Os resultados mostraram que as pesquisas foram desenvolvidas em sua maioria, na escola, com alunos especiais, com quantidade equilibrada de pesquisas de levantamento e pesquisas de intervenção, cuja maior incidência de temas foi a de investigações relacionadas a procedimentos de ensino. Todos os resultados foram discutidos.

PALAVRAS-CHAVE: Educação Especial; formação do professor-pesquisador; curso de pós-graduação lato sensu; produção científica discente.


[1] Doutora em Educação e docente da Universidade Estadual de Londrina, Departamento de Educação, Avenida Paraná, nº 197, 7º andar, Centro, Londrina-PR, CEP 86010-390, crismarquezine@sercomtel.com.bra, crisedes@uel.br

[2] Especialista em Educação Especial-Deficiência Mental, APAE/ CAPSi – Cambe, Avenida Maringá nº 375, aptº 401, Jardim Santo Antonio, Londrina, CEP 86060-000, vivitramontina@hotmail.com

Fim do Texto

Clique aqui para voltar para a página anterior