Integração Educacional e Comunitária

Educational and community integration

Maria Cecília de Freitas Cardoso

RESUMO: O estudo demonstra que a integração educacional e comunitária é um direito e uma questão de justiça, pelo que é justo que o educando portador de necessidades especiais freqüente a mesma escola de seus irmãos e vizinhos, recebendo uma educação adequada às suas necessidades. A autora apresenta as condições para que aconteça essa integração educacional e comunitária. O estudo discute as várias categorias de integração (física, social, comunitária) e os vários tipos de interação (proximidade, auxílio, serviço e reciprocidade), bem como justifica a necessidade dessa integração, a partir da falta de evidência das vantagens da existência de ambientes segregados. Por fim, a autora comenta alguns exemplos de experiências de integração através da utilização de recursos da comunidade, certa de que a integração possibilita maior oportunidade para o aumento de cooperação, tolerância, compreensão e apoio entre os educandos.

Fim do Texto

Clique aqui para voltar para a página anterior