Considerações sobre a reflexividade de alunos surdos frente à linguagem escrita

Considerations about the reflexivity of deaf students faced with the written language

Maria Cecília Rafel de Góes
Sonia M. A. Rodrigues de Andrade

RESUMO: O estudo busca analisar, com base na noção de processos reflexivos desenvolvidos por Vygostsky, como os alunos surdos refletem sobre sua própria linguagem escrita; como concebem a linguagem envolvida na escrita, fala e sinais. Um grupo de alunos foi avaliado em duas situações: na análise e busca de solução para problemas textuais e suas produções e na análise de relações entre Língua Brasileira de Sinais e Português e entre escrita, fala e sinais. O estudo concluiu que os sujeitos, participantes de um programa baseado em comunicação total e em prática bimodal. Mostram dificuldades em efetivar a linguagem escrita e que uma das fontes desses problemas pode estar em suas concepções sobre a fala, escrita e sinais, assim como na ausência de compreensão do Português e da Língua Brasileira de Sinais como duas línguas.

Fim do Texto

Clique aqui para voltar para a página anterior