Crianças com necessidades educativas especiais, política educacional e a formação de professores: generalistas ou especialistas?

Generalists or specialists? Teacher’s formation and Special Educational needs

José Geraldo Silveira Bueno

RESUMO: Este trabalho, a partir dos princípios da Declaração de Salamanca, oriunda da Conferência Mundial de Educação Especial (1994), procura desenvolver reflexão crítica sobre a formação de professores e as políticas de inclusão de crianças com necessidades educativas especiais no ensino regular, na busca de resposta entre a formação de professores generalistas ou professores especialistas. Para tanto, analisa, primeiramente, as novas exigências impostas pela educação inclusiva, em termos de políticas educacionais e suas conseqüências tanto para a educação regular quanto para a educação inclusiva em relação à formação docente, com destaque para a formação do professor especializado. Conclui por considerar que a dicotomia entre especialista e generalista se constitui em falsa questão, na medida em que a educação inclusiva exige que o professor do ensino regular adquira algum tipo de especialização para fazer frente a uma população que possui características peculiares, ao mesmo tempo em que o professor de educação especial amplie sus perspectivas, tradicionalmente centradas nessas características.

PALAVRAS-CHAVE: Formação docente; política educacional; Educação Especial

Fim do Texto

Clique aqui para voltar para a página anterior