Consciência fonológica: avaliação e intervenção dos distúrbios de escrita em crianças surdas

Phonological Abilities: Writting disabilities’s evaluation and intervention in deaf children

Adriana de Souza BATISTA; Ana Elisa Lara de NORONHA-SOUZA; Mariza Ribeiro FENIMAN; Patrícia Pinheiro CRENITTE

RESUMO: Os objetivos deste estudo foram verificar o grau de habilidade fonológica em crianças surdas e os efeitos do treinamento da consciência fonológica e correspondências grafo-fonêmicas no processo de aquisição da escrita. Foram selecionadas 5 crianças do Centro Educacional do Deficiente Auditivo (CEDAU/USP), com idades entre 7 anos e 6 meses à 11 anos e 11 meses, portadoras de perda auditiva neurosensorial bilateral variando de grau moderado à severo. O estudo foi desenvolvido longitudinalmente, através de Avaliação inicial composta pela Prova de Consciência Fonológica (Capovilla, Capovilla, 1998) e Avaliação de escrita (Zorzi, 1994); Intervenção baseada nas estratégias de Capovilla e Capovilla (2000) e Santos, Navas, Pereira (1997); e Avaliação final que consistiu na repetição dos procedimentos da avaliação inicial. A análise dos dados confirmou alterações nas Provas de Consciência Fonológica (PCF), sendo notado um melhor desempenho na PCF e maior aproveitamento do treinamento da consciência fonológica por crianças com menor grau de perda auditiva. Também foi observada significativa redução de erros ortográficos após o treinamento da Consciência Fonológica.

PALAVRAS CHAVES: consciência fonológica, leitura e escrita, surdez.

Fim do Texto

Clique aqui para voltar para a página anterior