EDUCAÇÃO DA CRIANÇA SURDA: O BILINGÜISMO E O DESAFIO DA DESCONTINUIDADE ENTRE A LÍNGUA DE SINAIS E A ESCRITA ALFABÉTICA

DEAF CHILD EDUCATION: BILINGUALISM AND THE CHALLENGE POSED BY THE DISCONTINUITY BETWEEN SIGN LANGUAGE AND ALPHABETICAL WRITING

Fernando C. CAPOVILLA; Alessandra G. S. CAPOVILLA

RESUMO: O artigo enfatiza a importância da linguagem para o desenvolvimento social, emocional e cognitivo. Revê fatores psicossociais e concepções históricas que elucidam atitudes quanto ao surdo desde a antigüidade, e examina razões das mudanças da abordagem educacional, do oralismo à comunicação total ao bilingüismo. Ressalta que as três abordagens educacionais objetivam integrar a criança surda pela leitura-escrita alfabética, e que diferem principalmente na estratégia para alfabetização e escolarização plenas. Reconhece tanto a primazia da educação bilingüe da criança surda quanto os benefícios do implante coclear multicanal que tira vantagem da continuidade entre língua falada e escrita alfabética. Ressalta que o bilingüismo deve reconhecer a descontinuidade entre língua de sinais e escrita alfabética que prejudica a alfabetização da criança surda, e buscar soluções para restabelecer a descontinuidade, como o teste experimental da escrita visual direta de sinais para aumentar a consciência metalingüística em sinais e auxiliar a aquisição de leitura-escrita alfabética.

PALAVRAS-CHAVE: Surdez; língua de sinais; oralismo; comunicação total; bilingüismo.

Fim do Texto

Clique aqui para voltar para a página anterior